BLOG

eSocial | Financeiro | Folha de pagamento | RH

Estudo revela o que os brasileiros valorizam na busca de um novo emprego

Os profissionais brasileiros têm muito interesse em receber propostas de emprego, mas apontam a falta de informações sobre as empresas e sobre os cargos oferecidos como um dos principais obstáculos na busca de um novo trabalho. Estas são algumas das conclusões do estudo 2016 Talent Trends, realizado pelo LinkedIn, que consultou mais de 26 mil profissionais no mundo inteiro – no Brasil, 664 pessoas responderam à pesquisa.
 
Falta de informações
 
Segundo o estudo, 94% dos brasileiros se mostram receptivos a novas oportunidades de emprego. Quando confrontados com uma vaga de trabalho, no entanto, muitos se queixam da carência de informações sobre as empresas e as condições de trabalho – esse é o principal fator de desmotivação na busca de um novo emprego, segundo 35% dos profissionais consultados. Em seguida, com 29%, vem a falta de resposta das empresas após se candidatar uma vaga. A terceira maior causa de descontentamento são as dificuldades de negociação salarial e de cargos, com 24%.
 
Mas o que exatamente os candidatos querem saber sobre as empresas em que pretendem trabalhar? Segundo a pesquisa, 70% dos brasileiros têm grande interesse em conhecer mais sobre a cultura e os valores da companhia. Eles querem informações reais e práticas sobre o ambiente de trabalho, e não um perfil fantasioso repleto de clichês. A transparência sobre a cultura corporativa aparece à frente da questão de salários e benefícios.
 
Os brasileiros valorizam bem acima da média mundial informações sobre a estrutura das empresas e a localização do escritório – provável reflexo das dificuldades de deslocamento dentro das grandes cidades brasileiras.
 
Trocando de emprego
 
Salários baixos não são o principal motivo para funcionários trocarem de emprego. Para 40% dos entrevistados, a falta de perspectivas de crescimento profissional dentro das empresas é o aspecto decisivo para buscar uma nova colocação. Com 38%, a busca por trabalhos mais desafiadores aparece em segundo lugar no ranking. O descontentamento com o salário é apontado apenas em terceiro lugar, com 34%.
 
Por isso, o estudo do LinkedIn aponta a importância de recrutadores comunicarem de forma transparente as possibilidades de crescimento profissional dentro da empresa e as funções desempenhadas no cargo.
 
Como os profissionais descobrem vagas de emprego
 
Comprovando a natureza sociável dos brasileiros, 32% dos profissionais consultados pelo LinkedIn declararam ficar sabendo de vagas de emprego a partir de amigos e conhecidos – bem acima dos 21% na média mundial.
 
A indicação de amigos é também a principal maneira como se conquista uma vaga trabalho no Brasil – 51% dos entrevistados disseram já ter obtido um emprego dessa maneira. Em seguida, vêm as redes sociais, comprovando o uso intensivo dessas ferramentas virtuais por profissionais brasileiro.
 
Aprimorando o recrutamento dentro das empresas
 
Uma das maneiras de as empresas desenvolverem projetos sólidos de recrutamento é buscando tornar seu departamento de Recursos Humanos mais estratégico, tirando da equipe as tarefas do dia a dia e concentrando-se no trabalho de planejamento, com foco nos resultados da companhia.
 
Nesse cenário, a terceirização de processos de RH, como folha de pagamento, pode ser de grande ajuda. Ao deixar o trabalho de rotina para empresas especializadas, os profissionais de RH podem se dedicar a cumprir funções mais estratégicas, como o acompanhamento do mercado de trabalho e o recrutamento de funcionários talentosos alinhados com a cultura da empresa.
 
Sua empresa está analisando a possibilidade de terceirização da folha de pagamentos e os impactos que trará no dia a dia dos negócios? Entre em contato com a CServices e conheça nossas soluções.
 

Publicado em: 13/07/2016